Como a greve dos caminhoneiros, esta salvando milhões de animais no Brasil.


Você sabia que a cada 1 segundo, 15 animais morrem atropelados no Brasil???

Se você demorar 5 minutos para ler este artigo, aproximadamente 4500 animais morrerão em estradas de todo o País durante a sua leitura.

Mas como a greve dos caminhoneiros, salvaram milhões de animais da fauna silvestre brasileira?

A morte por atropelamento, é o principal impacto sobre a fauna, superando a caça ilegal, desmatamento e poluição. Devido ao alto tráfego de nossas rodovias estaduais e federais, falta de políticas públicas, e conscientização por parte de nossos motoristas, nossa rica fauna sofre graves consequências.

Por conta da greve, o volume de veículos em nossas vias diminuíram consideravelmente, salvando centenas de milhares de animais a cada dia de paralisação. Animais estes, que agora podem se descolocar entre seus habitats, em busca de recursos para alimentação, reprodução e entre outros fatores, com menor probabilidade de atropelamento, podendo assim, repassar sua carga genética e evitar que sua espécie entre em extinção por exemplo.

Sempre imaginamos que os atropelamentos dos animais ocorrem apenas em rodovias com alta movimentação, como a do estado de Minas Gerais. Mas será que isso ocorre em Cacoal?

Infelizmente a resposta é sim! No ano de 2007, através de um estudo realizado pelos autores Sergio Gomes da Silva e Mitzi Oliveira da Silva, entre o trecho da BR-364 de 35 km que liga os municípios de Cacoal e Pimenta Bueno, foram contabilizados 473 vertebrados mortos, dentre estes, as aves foram as mais registradas (32,3%), seguido dos mamíferos (27,5%), anfíbios (18,4%) e répteis (18,4%).

Além disso, foi realizado um estudo no ano de 2004 e 2005 pelos autores Luiz Carlos Batista Turci e Paulo Sérgio Bernarde, na Rodovia 383 que liga os municípios de Cacoal a Alta Floresta D’Oeste, na qual foram contabilizados 259 espécies de vertebrados atropelados, em que os anfíbios foram o grupo com 68 registros de atropelamento, seguido de aves com 67 registros, répteis com 63 registros e mamíferos com 61 registros.

Com estes estudos percebemos que nossa fauna local está sendo dizimada pelos atropelamentos. Muitos animais atropelados são endêmicos, ocorrem apenas em determinadas áreas e muitos estão sofrendo pressões significativas, além de ameaças de extinção, ou seja, poderão desaparecer rapidamente da natureza, e os atropelamentos, com certeza aceleram este processo.

(Caso esteja interessado nos estudos citados acima, os trabalhos estão disponível em: http://www.seb-ecologia.org.br/2009/resumos_ixceb/42.pdf e https://periodicos.ufsc.br/index.php/biotemas/article/viewFile/20534/18752)

E quais seriam as alternativas, para evitar que nossa fauna continue perecendo???

Existem medidas de médio a longo prazo, utilizados em países referência em políticas públicas sustentáveis, onde são realizadas, junto a construção das vias, a construção de dutos de drenagem de água, e passagem superiores de fauna. Estas passagem, permitem o deslocamento em segurança, preservando a vida destes animais.

Além destas, existem medidas de curto prazo, com programas e parcerias publico-privadas, para promover a conscientização dos motoristas, e população em geral.

Aumento de sinalizações e radares em áreas de risco, e campanhas educativas promovendo a conscientização sobre a importância da fauna para a sustentabilidade ambiental, é de suma importância par a defesa destes animais.

O que você cidadão pode fazer já, e agora??

Você pode ajudar, no levantamento de dados sobre o atropelamento de fauna em nosso país, e assim, ajudar pesquisadores a compreender os dados ecológicos obtidos para a tomada de decisões, para a preservação e conservação da nossa fauna.

O sistema Urubu, É um aplicativo gratuito que permite qualquer pessoa registrar informações de atropelamento de fauna silvestre. Se você quer colaborar, baixe o Urubu Mobile (disponível para Android e iOS), se cadastre e faça parte da desta rede.

Baixe o app aqui https://bit.ly/1ot10Lk

Danilo Degra é formado em Ciências Biológicas, analista em sustentabilidade e idealizador do Projeto Bioart.

Larissa Goebel é estudante de Ciências Biológicas, com área de atuação e pesquisa em Ecologia.


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2023 por Lagoa Laranjeira. Orgulhosamente criado por Wix.com